SÉCULO DO PROGRESSO
Noel Rosa
Participação Especial: Ana Costa

A noite estava estrelada
Quando a roda se formou
A lua veio atrasada
E o samba começou

Um tiro a pouca distância
No espaço forte ecoou
Mas ninguém deu importância
E o samba continuou

Entretanto ali bem perto
Morria de um tiro certo
Um valente muito sério
Professor dos desacatos
Que ensinava aos pacatos
O rumo do cemitério

Chegou alguém apressado
Naquele samba animado
Que cantando dizia assim:
No século do progresso
O revólver teve ingresso
Pra acabar com a valentia

Um tiro a pouca distância
Num espaço forte ecoou
Mas ninguém deu importância
E o samba continuou
EU VOU PRA VILA
Noel Rosa
Participação Especial: Ana Costa

Não tenho medo de bamba
Na roda do samba
Eu sou bacharel (sou bacharel)
Andando pela batucada
Onde eu vi gente levada Foi lá em Vila Isabel

Na Pavuna tem Turuna
Na Gamboa gente boa
Eu vou pra Vila
Aonde o samba é da coroa
Já saí de Piedade
Já mudei de Cascadura
Eu vou pra Vila
Pois quem é bom não se mistura

Não tenho medo de bamba
Na roda se samba
Eu sou bacharel (sou bacharel)
Andando pela batucada
Onde eu vi gente levada
Foi lá em Vila Isabel

Quando eu me formei no samba
Recebi uma medalha
Eu vou pra Vila
Pro samba do chapéu de palha
A polícia em toda a zona
Proibiu a batucada
Eu vou pra Vila
Onde a polícia é camarada