FAIXAS DO DISCO
| 01. Meu Coeur-Sambá
| 02. Nego, Vem Sambar
| 03. O Nosso Amor / Não Me Diga...
| 04. Tu e Eu Demais
| 05. Quer Amar Mamãe
| 06. Vatapá
| 07. Deixa o Xodô Rolar
| 08. Princesa, Princesa
| 09. Italiana
| 10. Ô Lalá
| 11. Odilê, Odilá / Micareta / Pega...
| 12. Vai Meu Samba
MEU COEUR-SAMBÁ
Agrião / Analimar Ventapane

Mon Amour, eu vivia sonhando pelo Boulevard
Que vivia sambando "Pour Paris"
Com a poesia Dans Mon Coeur Sambá
Mon Cherí
A divina luz que é a inspiração
Se Revela em plena sedução
Fazendo do samba nossa oração

E a lua também foi companheira
Eu cantei e sambei a noite inteira
O samba é bom pra "Pour Aimer"
E "Faire L'amour"
E pra se viver
Tem que sorrir, cantarolar, transar, brilhar
Vai meu Coeur Sambá perpetuar
O samba puro que é o que a gente quer cantar
Laiálaiá, laiálaiá, laiálaiá…
NEGO, VEM SAMBAR
Martinho da Vila

Nego vem sambar, vem sambar
Nego vem sambar, vem sambar
Nessa praia de sol tão intenso
Tanta gente a se bronzear
Onde há branco querendo ser preto
E mulato querendo esnobar
Eu olhando pra onde que vai
Penso logo nas praias de Além-Mar
De Além-Mar, de Além-Mar

Onde há branco brigando com preto
Que luta pra se libertar
Onde a liberdade é conversa
Pois a igualdade não há
Eu olhando pra onda que volta
Bem alto começo a chamar

Nego bem pra cá, vem pra cá

Vem vem, vem
Negro
Vem pras minhas terras
Ser igual a branco
Em qualquer cidade
Vem tentar um banco de universidade

Vem, vem trabalhar nos campos
Ver os pirilampos
E tocar viola a beça

Vem vem
Lutar pela vida
Sambar na avenida
Ai, nego vem depressa

Nego vem sambar, Coeur-Sambá
O NOSSO AMOR / NÃO ME DIGA ADEUS
Composição: Antonio Carlos Jobim / Vinícios de Moraes
Composição: Anízio Silva / Fausto Guimarães

O nosso amor
Vai ser assim
Eu pra você, Você pra mim

Tristeza eu não quero nunca mais

Vou fazer você feliz
Vou querer viver em paz
O destino é quem me diz

Que o nosso amor vai ser assim
Eu pra você, você pra mim

Não me diga adeus
Nem fale mais que vai embora
Deixe meu coração ficar alegre até chegar a hora
Sei que a saudade é cruel
Não me diga adeus agora
Deixe o meu coração ser feliz
Sorrindo até chegar a hora
Tristesa eu não quero nunca mais
Vou fazer você feliz
Vou querer viver em paz, o destino é quem me diz
Que o nome amor
vai ser assim
Eu pra você, você pra mim
TU E EU DEMAIS
Tunico Ferreira

É… Não adianta
Eu olhar pra traz
Se o amor não considerar a paz
Que sempre existe em nossos corações
É… Não adianta eu correr atrás
De um amor que me amou demais
Não sou parceiro da desilusão
É… Não adianta vir me consolar
Eu não queria ser apenas o seu par
Te conquistei demais… Me conquistou demais…
É foi só te ver é me apaixonar
Cantarolando pra você também me amar
Eu te amei demais… Você me amou demais… Pois é
É… Mas sei que sempre te darei a mão
A amizade bate forte coração
Eu te amei demais… Você me amou demais…
É um lindo amor que eu transo demais, curto demais
Cheiro de um Lírio igual o seu jamais… Amo demais
Minha Rosa-Chá eu te amo demais, pois é demais
Nosso amor é tão belo, é futuro e mais junto com paz
Sentimento lindo… Pois é
QUER AMAR MAMÃE
Martinho da Vila

Ê mamã eu qué amá
Ê papá sambá eu qué

Desfilar no astral
Lá da Sapucai
Corpo são quer sambar
Coração qué amá

Gatona fogosa vem logo esquentar o meu samba
Libertar o corpo e deixar sua alma voar
Gatinho dengoso me leva pro samba gostoso
E depois do pagode um chopinho lá na beira mar

Pra curtir
Conversar
Paquerar
Distrair
Namorar sem pensar…
E dar beijo na boca até ver estrelinhas no ar
Qué amá mamã
VATAPÁ
Dorival Caymmi

Quem quiser vatapá, oh, que procure fazer
Primeiro o fubá
Depois o dendê
Procure uma nêga baiana, oi
Que saiba mexer

Que saiba mexer, que saiba mexer

Bota castanha de caju (um bocadinho mais)
Pimenta malagueta (um bocadinho mais)

Amendoim, camarão, rala o côco
Na hora de machucar
Sal com gengibre e cebola, iaiá
Na hora de temperar

Não para de mexer, oi, que é pra não embolar
Panela no fogo, não deixa queimar
Com qualquer dez mil réis e uma nêga, oi, se faz um vatapá

Se faz um vatapá
Se faz um vatapá
DEIXA O XODÔ ROLAR
Agrião / Gaúcho

Isaura não tenho medo do mundo
Fé no seu coração, Deus vai lhe abençoar
No seu amor vai fundo e deixa o xodó rolar
Deixa o xodó rolar, deixa o xodó rolar

Na casa de Zé Tomé numa noite ciranda
Lá no meio do sertão
Ela foi prometida para o filho boiadeiro
O mais novo de Pai João
Já fez promessa pro senhor casamenteiro
Jurou que com boiadeiro
Não iria se casar

Mas se papai me pega, ah divino Santo Antonio
Sei que vai me castigar

Não Iluarada
Do São João
O Violeiro e a Isaura
São, retirantes por um amor
Insolarado na canção

Isaura escutou papai
Mas atendeu seu coração
PRINCESA, PRINCESA
Mombaça

O tempo e o vento dizendo (princesa)
A lua e o sol só sabendo (princesa)
A terra toda princesa
O firmamento princesa, princesa
nas ondas do mar sei que és (princesa)

Ó Cinderela linda visão
Que coisa fofa é o seu coração
Meu amor lindo, te quero dar

Pra ser real esse sonho bom

De qualquer dor, qualquer sacrifício
Sou bem capaz pra não te perder
Qualquer loucura pra te ganhar

Princesa, princesa
ITALIANA
Genilson

Ainda vou prá Itália
Ainda vou prá Itália
Me casar com uma Italiana, ainda vou prá Itália
Me casar com uma Italiana, ainda vou prá Itália
Eu quero ir prá Itália
Me casar com uma Italiana, ainda vou prá Itália
Me casar com uma Italiana, ainda vou prá Itália

Italiana
Êta Liana
Italiana

Ainda vou prá Itália

Ainda vou prá Itália

Eu quero ir prá Itália
Eu quero ir prá Itália
Me casar com a Italiana
Ainda vou prá Itália

Quando eu era pequenino
Eu sonhava com o Papa
E no velho Coliseu
Eu lutava com o leão
Meu coração tá batendo
Ainda hoje estou sonhando
Mas é com a Italiana
Que me alterou a pressão
É Italiana
Êta Liana
Ô LALÁ
Trambique / Belém / Peri

Ô Lalá cadê você
Ele só quer me bater
Ô Lalá cadê você
Vem aqui pra me defender

Eu já fui lá no terreiro
Cortar lenha pra fazer o que comer
Ô Lalá, vem aqui me defender

Só eu que apanho água pra lavar e pra beber
Ô Lalá, vem aqui me defender

Ô Lalá…

Fortunato não fez nada e só manda eu fazer
Ô Lalá, vem aqui me defender
E na hora do almoço e do jantar
Sempre o primeiro a comer
Ô Lalá, vem aqui me defender
ODILÊ, ODILÁ / MICARETA / PEGA NA GALHA / XODÓ DE MÃE / MEU BRINQUEDO
Composição: Martinho da Vila / João Bosco
Composição: Martinho da Vila / Tião Motorista
Composição: Martinho da Vila / Tião Motorista
Composição: Martinho da Vila / Tião Motorista
Composição: Daniela Mercury

Entra na corrente
Corpo, mente, coração, pulmão
Pra junto com a gente
Viajar na energia som
Que veio de longe
Atravessou raio e trovão
Pra cair no samba e receber a vibração

Odilê, Odilá
Quê que vem fazer
Aqui meu irmão
Vim, sambar

Não adianta
Você me fazer falseta
Que eu vou pintar minha cara
Pra pular na micareta

Pra pular na micareta
Com uma nega bem porreta
Pra pular na micareta
Saborosa com lambreta
Pra pular na micareta
Eu tiro dinheiro da gaveta

Não adianta
Você me fazer falseta
Que eu vou pintar minha careta
Pra pular na micareta
Com uma nega bem porreta
pra pular na micareta

Saborosa com lambreta
Pra pular na micareta
Eu tiro dinheiro da gaveta

Pega na galha no boi
Segura na galha do boi, ô mulher...
VAI MEU SAMBA
Analimar Ventapane / Martinho da Vila

Vai meu samba
Vai meu samba vai, meu samba vai

Sabemos sempre que há
Algo pra se festejar
Aonde houver alegria
Meu samba penetra prá comemorar
Pode ser o casamento
Nascimento ou batizado
Nas festas de fim de ano
Ou comemorando o que foi conquistado

Vai meu samba!