PRA QUE PEDIR PERDÃO
Moacyr Luz / Aldir Blanc
Participação Especial: Oswaldo Cavalo

Se é pra recordar dessa maneira
Sempre causando desprazer
Jogando fora a vida em mais uma bebedeira
Ó, sinceramente, é preferível me esquecer
Eu te prometi mundos e fundos
Mas não queria te magoar
Eu não resisto aos botequins mais vagabundos
Mas não pretendia te envergonhar
Marquei bobeira…
Vi muitas vezes o destino
Ir na direção errada
A bondade virar completo desatino
A carícia se transformando em bofetada
Eu sou rolimã numa ladeira
Não tenho o vício da ilusão
Hoje eu vejo as coisas como são
Estrela é só um incêndio na solidão
Se eu feri teu sonho em pleno vôo
Pra que pedir perdão se eu não me perdôo